Além de oferecer atendimento ambulatorial e hospitalar de diversas especialidades, o Sistema Único de Saúde (SUS) também oferece às pessoas a oportunidade de consultar o dentista gratuitamente. Esses profissionais estão bem próximos de você e prontos para atender pessoas com necessidades especiais. Mas como contatá-los? Tudo começou no 42 mil Centro de Saúde da Família (USF), onde os pacientes devem ser avaliados pelo dentista. Esses serviços possuem equipes de saúde bucal em 5.043 municípios do Brasil, que fazem parte da equipe de saúde da família e contam com cirurgiões bucais, técnicos ou auxiliares.

Pessoas com diagnóstico de cárie dentária ou doença periodontal (como sangramento gengival) serão atendidas por profissionais da equipe de saúde bucal, responsáveis ​​pelas ações de promoção, prevenção, diagnóstico, tratamento, reabilitação e manutenção da saúde. Se necessário, a equipe pode encaminhar os pacientes para áreas especializadas.

Veja também:
Como colocar foto com música no status do WhatsApp?
Avatar no Facebook – Confira como você pode criar o seu
Descubra como você pode consultar o Renavam através da placa do carro

Odonto pelo SUS, veja como é os atendimentos:

Quando falamos em saúde coletiva, as estratégias de saúde da família já fazem parte do nosso artigo. Este projeto é uma revolução na forma de pensar e aplicar a saúde pública no Brasil. Isso porque o cuidado não é mais para tratar doenças, mas passa a incluir medidas preventivas e um atendimento mais humanizado aos pacientes. Nesse plano, o dentista passa a fazer parte da equipe de enfermagem. Cada equipe é composta por médicos, enfermeiros, auxiliares de enfermagem e agentes comunitários, em proporções adequadas. Este serviço é prestado no posto de saúde de cada comunidade. Infelizmente, como outros planos de unificação do sistema de saúde, todos os centros de saúde no Brasil não possuem uma estratégia de saúde da família. Precisa investir mais no programa e formar mais profissionais.

Como fazer para conseguir uma consulta?

É muito fácil marcar uma consulta odontológica do SUS por meio desse programa. Você deve ir ao posto de saúde mais próximo de sua casa e perguntar se faz parte do plano. Nesse caso, você terá uma data fixa e poderá agendar uma consulta imediatamente. Se o centro de saúde não se inscrever no programa, pergunte se há consultas odontológicas disponíveis. Como veremos a seguir, a ESF não é o único programa de governo que investe em saúde bucal por meio do SUS.

Existem 1.178 centros odontológicos especializados (CEOs) em todo o país. Destes, 593 são integrantes da Rede de Atenção Médica à Pessoa com Deficiência (RCPD) do SUS. Ou seja, eles estão aptos e prontos para cuidar de pacientes com deficiência. Entre outros critérios, cada um desses serviços oferece uma cadeira odontológica exclusiva para deficientes físicos, com duração de 40 horas. Pacientes com deficiências como deficiência intelectual, demência, doença de Parkinson, paralisia cerebral, síndrome de Down e transtorno do espectro do autismo recebem tratamento.

Dentre os serviços elegíveis para atender esse grupo de pessoas, os profissionais atenderão os problemas bucais mais comuns, além de orientar sobre a utilização de métodos de promoção da higiene bucal e prevenção de problemas dentários. Para tanto, além do atendimento humanizado, também são utilizadas técnicas de gestão e estratégias especiais de cuidado, como as técnicas de falar-mostrar-fazer.

O SUS esta em todo lugar

O SUS também conta com 302 unidades móveis de tratamento odontológico (UOM) para atender pessoas em áreas de difícil acesso a serviços médicos, como a zona rural. A rede de atendimento conta ainda com 2.468 Laboratórios Regionais de Prótese Dentária (LRPD), que fornecem próteses totais, próteses parciais removíveis ou coronárias e próteses fixas / adesivas. As próteses permitem que as pessoas recuperem seus sorrisos anteriormente danificados e promovem a saúde bucal dos pacientes.

Outra forma de obter os primeiros cuidados bucais no SUS é por meio de um Agente Comunitário de Saúde (ACS), que realiza visitas domiciliares e pode ainda orientar sobre higiene adequada para prevenir cáries e problemas mais graves. Os agentes também estão procurando ativamente por pessoas com deficiência que têm dificuldade em manter atendimento odontológico e os encaminham para atendimento adaptativo.

CEO, o que é?

O Centro de Especialista Odontológico é uma instituição de saúde participante do Cadastro Nacional de Instituições de Saúde-CNES. O tratamento realizado pelo centro odontológico especializado é a continuação do trabalho realizado pela rede de atenção básica ou pela equipe de saúde bucal da estratégia saúde da família. Apenas os casos mais complicados serão transferidos para essas clínicas. A implementação do CEO funciona por meio de uma parceria entre o estado, municípios e o governo federal. Ou seja, o Ministério da Saúde repassou parte dos recursos, enquanto o estado e os municípios contribuíram com outra parte do investimento.

Assistência para os pontos de atendimentos 

É inútil prestar atendimento no SUS e ignorar a demanda por materiais de tratamento odontológico. Esta é a razão para a criação de fundos de laboratório. O Laboratório Regional de Próteses Dentárias é uma organização que presta serviços para próteses totais, próteses parciais removíveis, próteses coronais / intra-radiculares e fixas / coladas. A assistência hospitalar relacionada à odontologia não só aumenta o espaço para dentistas nos hospitais públicos. Uma das grandes conquistas do plano é a cirurgia odontológica em um hospital público, onde as necessidades de internação são determinadas apenas pelo dentista. Outra parte importante do projeto é a dedicação dos profissionais da odontologia ao atendimento de pacientes oncológicos e portadores de necessidades especiais. Qualquer município com base na população pode ter LRPD. Não há restrição quanto à sua natureza jurídica, ou seja, a secretaria municipal / estadual de saúde pode optar por ter órgão próprio (público) ou contrato de prestação de serviços (privado).